Entrada > Notícias > Entrevista com Firmino Silva

Entrevista com Firmino Silva

PEA

Quando

31 > 31.12.2019 · 11:25 > 11:25

Onde

Instalações do ISCAP

Adicionar evento ao calendário

Diretor do Curso de Curta Duração "Power BI - competências base"


· Qual a principal vantagem do uso do software Power BI?

 

As vantagens da utilização do Power BI são várias, entre as quais:

 

-o Power BI é uma ferramenta Microsoft que se integra na lógica integrada do Office 365;
-permite a partilha de informação entre diferentes dispositivos móveis (com licença), para que, por exemplo, a Gestão e as Operações possam partilhar informação;
-é uma ferramenta intuitiva que segue a linha de desenvolvimento das ferramentas gráficas com fortíssima orientação para a visualização de dados;
-habilita ao processo ETL (extract tranforming and loading) do BI porque integra ferramentas como o Power Query e o o Power Pivot;
-não obriga a um perfil essencialmente técnico;
-viabiliza a multidimensionalidade de perspectivas sobre os dados;
-permite uma curva de aprendizagem imediata / rápida;
-é uma ferramenta gratuita;
-é uma ferramenta de self-BI.

 

Qualquer uma destas linhas viabiliza uma enorme vantagem, talvez a principal, é a de que no quadrante relativo a "Business Intelligence and Analytics Platforms" da Gartner Group [1] o Power BI da Microsoft seja a ferramenta considerada líder no seu segmento, à frente de ferramentas como o Tableau, SAS ou SAP, por exemplo.

 

· Para se aprender a usar o Power BI é preciso ter elevadas competências informáticas?

 

Estamos a falar de "análise de dados". Existe um processo que viabiliza a construção, transformação e visualização de dados que eu segmentaria em 3 etapas:

 

-A) Extração 
  -Formulação de questões: o que pretendemos analisar a partir da base de dados transaccional?
  -Extração de tabelas de informação de um Sistema de Gestão de Base de Dados operacional.
  -Desenvolvimento de automatismos para a atualização de dados.

 

-B) Transformação
  -Separação e/ou adição de informação com a criação de novos campos de dados úteis (de acordo com os objetivos) para a etapa analítica.
  -Preparação final e disponibilidade da nova base de dados.
  -Construção do modelo de dados para análise.

 

-C) Análise de dados
  -Aplicação de técnicas de análise de dados para visualização / monitorização de indicadores.
  -Painéis de controlo
  -Definição de mecanismos automáticos para controlar a apresentação de dados para análise.

 

Onde quero chegar: hoje em dia é fundamental que todos reunamos competências digitais. Sem estas a "transformação digital" passa ao lado... o curso de Power BI que propus era para "beginners", ou seja, o nível de conhecimentos informáticos exigido é relativamente baixo (os formandos têm uma abordagem por exemplo à modelação de dados que é imprescindível). Mas os próximos níveis do Power BI podem exigir uma maturidade / experiência em funções "M" e em "DAX" o que pode levar a, por exemplo, alguma programação.
Portanto, no primeiro nível (beginner) diria que o formando deverá ter competências intermédias para poder cumprir com o curso.

 

· Quem serão os destinatários potenciais deste curso?

 

Executivos, Gestores, Analistas de negócio, Informáticos, Power Users de Excel, ...

Autor

gcrp

Partilhar