Entrada > Notícias > Diretor da PG em Ciência, Empreendedorismo e Inovação

Diretor da PG em Ciência, Empreendedorismo e Inovação

PEA

Quando

16 > 31.12.2021 · 15:45 > 15:45

Onde

Entrevista

Adicionar evento ao calendário

Professor Marco Lamas


Que motivos levaram à criação da Pós-Graduação em Ciência, Empreendedorismo e Inovação?

Esta Pós-graduação foi criada com base num problema que detectamos, uma lacuna no mercado. Existem já em alguns países Europeus cursos semelhante mas a oferta formativa em Portugal nesta área é ainda muito escassa, apenas conseguimos encontrar um número reduzido de cursos com âmbito semelhante mas não exactamente o mesmo nem com os mesmos objectivos. Sendo esses cursos focados na gestão da ciência e inovação, incluindo transferência de conhecimento, lançamento de novos produtos e a sua comunicação e Marketing, são direccionadas à preparação dos estudantes para um emprego qualificado em organismos públicos, empresas, parques de ciência e tecnologia, universidades, e não à criação de empresas e ou/associações. Este curso, diferencia-se sendo focado no apoio à criação de projectos de empreendedorismo académico, criativo e cultural. 

Trata-se assim, de resolver um problema claramente identificado, há estudantes com óptimas ideias e vontade de empreender na área académica, cultural e criativa, mas que não o fazem por falta de contactos, de conhecimentos de gestão e de acesso a programas de apoio, investidores e avaliadores. Nem sequer equacionando assim a possibilidade de realizar os seus projetos académicos.

 

E os principais objectivos do curso?

Este curso de Pós-Graduação tem como objectivo principal ajudar docentes e estudantes do Ensino Superior bem como alumni a materializar projectos de empreendedorismo académico, criativo e cultural. Apoiando-os e orientando-os a transformar ideias em oportunidades, a projetar o seu modelo de negócios, a criar o seu protótipo, a definir o seu plano de marketing e entrar no mercado, encontrando ainda parceiros e financiamento.

A combinação da experiência empresarial, de investigação e de docência dos vários membros da equipa permitiu desenhar um programa específico de formação, promoção e apoio a novos projectos de empreendedorismo académico, cultural e criativo dirigido a estudantes e alumni do ensino superior. O objetivo é fazer dos estudantes empreendedores, guiando-os no design do seu negócio e na captação de financiamento, de modo a potenciar a realização e monetização de projetos académicos, de outra forma meramente teóricos.

Esta componente de empreendedorismo académico (com o apoio dos vários parceiros), em permanente ligação com a comunidade e o mundo empresarial, cria as condições ideais para transformar o conhecimento em ideias e em negócio, num ambiente de ensino superior (uma oportunidade única muitas vezes desperdiçada) e que distingue este projecto que segue uma metodologia eminentemente prática com base no aprender-fazendo e na aprendizagem experiencial e o contacto com empreendedores empresariais, sociais e culturais. Os modelos de negócio criados pelos estudantes são apresentados a um painel de convidados composto por empreendedores e business angels Portugueses e internacionais.

 

Quais são os principais destinatários do curso?

Os principais destinatários deste curso são potenciais Empreendedores: Estudantes e alumni do ensino superior mas também docentes e investigadores interessados em desenvolver o seu próprio negócio académico, criativo e cultural. Reforçamos que neste curso todos terão a oportunidade de apresentar os seus projectos a business Angels e capital de risco e quem sabe obter mentoria personalizada e financiamento para os seus projectos. 

  

Quais foram os critérios usados para selecionar o corpo de formadores do curso?

A experiência académica mas também a experiência empresarial e de criação de empresas.

Trata-se de uma equipa composta por 16 formadores com vasta experiência nas áreas que consideramos chave para a criação e desenvolvimento de empresas, desde a criatividade à ideia, ao modelo de negócio, às questões da cultura, da cidadania e desenvolvimento, às relações interculturais, às jurídicas e de proteção e registo de propriedade intelectual e industrial, e também à gestão de pessoas, ao Marketing, ao financiamento, ao networking e à organização e gestão empresarial.

 

Que competências irá o curso oferecer aos seus participantes?

Os participantes poderão desenvolver as competências fundamentais para a criação e desenvolvimento de um projecto de empreendedorismo académico, criativo e cultural. Estarão preparados no final do curso para gerir um projecto num ambiente de permanente mudança, para tomar decisões rápidas, adaptando e alterando o modelo de negócio aos novos desafios. Para isso isso os estudantes serão capazes de:

- Compreender o conceito e a importância do Empreendedorismo académico, criativo e cultural, assim como as características e o perfil do Empreendedor;

- Reconhecer a ciência, a cultura e a inovação como fonte de criação de negócios;

- Dominar conceitos, teorias, ferramentas e metodologias inerentes à gestão de equipas;

- Desenvolver uma nova postura perante o processo criativo e os bloqueios à criatividade e inovação;

- Planificar e Implementar um negócio com conhecimento relativamente às fases do processo de criação e desenvolvimento de projectos académicos, criativos e culturais (jurídicas, comerciais, financeiras);

- Implementar estratégias de Marketing em todas as fases do processo;

- Desenvolver competências para apresentar e “vender” um projeto a um painel de potenciais investidores, parceiro de negócios ou a um painel de um júri.

 

O curso assenta em parcerias? Quais as que destaca?

O parceiro-chave, o Centro de Estudos Interculturais (CEI) do ISCAP-P.PORTO, é um centro de investigação científica fundado em 2007, com vasta experiência de internacionalização, formação e divulgação científica, no âmbito das suas linhas de investigação: teorias e práticas interculturais, comunicação intercultural, e negócios interculturais. São realçados os projectos StreetArtCEI, The Route, Google Arts & Culture, que souberam transformar em negócio e emprego a investigação na área dos estudos interculturais e a experiência, internacionalização e sucesso do Mestrado em Intercultural Studies for Businesses. O CEI acolhe ainda uma Pós-Graduação em Recursos Culturais para Negócios e um Mestrado em Estudos Interculturais para Negócios (MISB), lecionado em Inglês, com vários parceiros europeus

Destaco ainda os potenciais investidores e mentores associados da Core Angels da Invicta Angels e da Be Brave e ainda O Eligent Club sediado em Londres com o objectivo de facilitar o contacto com empresas e entidades de vários países europeus bem como potenciais clientes e acesso a financiamento internacional. Estão ainda a ser identificados mais parceiros que certamente se juntarão a esta Pós-graduação nos próximos tempos.

Autor

gcrp

Partilhar