Inovação Lean

Apresentação

Apresentação Plano de Estudos Metodologias Formadores Destinatários Candidaturas

Crises económicas constantes, e a contínua procura de melhor qualidade de vida, contribuíram para que as pessoas procurassem desafiar o status quo mais frequentemente. Adicionalmente, os avanços tecnológicos trouxeram novas formas de resolver problemas, assim como as ligações em rede, proporcionaram uma cooperação humana mais acessível. Estes e outros fatores levaram ao crescimento exponencial da Inovação.

A Inovação tem estado frequentemente ligada ao processo de Design e Desenvolvimento de Produto. Filosofias como o Stage-Gate têm evoluído devido ao aumento da competitividade e da subsequente necessidade de reduzir o desperdício. Neste seguimento têm surgido outras filosofias como o Lean Design e o Design for Manufacturing and Assembly que visam adaptar o Design para a Produção e, assim, reduzir custos.

Ao mesmo tempo, o Lean, uma filosofia que visa remover aquilo que não acrescenta valor, com origem no fenómeno bem-sucedido do sistema produtivo da Toyota, tem vindo a propagar-se fora do ambiente produtivo para a Inovação. Entre as várias ramificações do Lean aplicado à Inovação, encontram-se o Lean Start-Up e o Lean Canvas Start-Up. O Lean aplicado à Inovação consegue, normalmente, ter maior impacto do que o Lean aplicado a processos já existentes, porque criar ou iniciar negócios de forma Lean reduz a necessidade de reduzir o desperdício mais tarde. Enquanto que a melhoria contínua de processos lida com a variabilidade, a Inovação contínua lida com a incerteza.

A acrescentar à elevada incerteza e acentuada curva de aprendizagem normalmente associadas à Inovação, surge o aumento do número de empreendedores, o que os obriga a competir mais e melhor, lançando mais rapidamente a sua ideia de negócio de forma eficiente, eficaz e sustentável, inexistente em formas de empreendedorismo tradicionais.

A implementação dos princípios da melhoria contínua e da otimização à Inovação é algo diferenciador e muitas vezes subvalorizado. Uma das grandes diferenças entre a Inovação moderna e a Inovação tradicional reside na necessidade de levar ao mercado o Minimum Viable Product/Produto Minimamente Viável (MVP/PMV), e continuamente acrescentar funções após a primeira iteração. Embora o produto possa ser Low-Cost, isto não significa criar produtos de fraca qualidade; implica sim saber o caminho viável mais curto possível, à primeira e com o mínimo de desperdício, evitando o processamento em excesso na Inovação.

Esta Pós-Graduação compreende as técnicas mais modernas para a Inovação, como, por exemplo, o Agile, o Lean Start-Up e o Lean Canvas Start-Up. São aplicadas também técnicas avançadas de engenharia financeira e de gestão, de forma a garantir a viabilidade das ideias.

Curso em regime online.

Coordenador do curso
Marco Lamas

Comissão científica
Antonieta Lima
Carlos Riesenberger
Marco Lamas